Contato: (45) 99901-7480

Marechal Rondon

Janeiro chuvoso não reverte crise hídrica em Marechal Rondon

Publicado

em

Chove lá fora – e bastante nas últimas semanas, diga-se de passagem -, mas em casa não tem água! Essa tem sido a reclamação de muitos rondonenses, que não viram o janeiro chuvoso surtir efeito no abastecimento de água em suas residências.

Gostaria de participar do nosso GRUPO DE WHATSAPP? É só clicar aqui

Por sinal, em alguns momentos do mês faltou água em determinadas localidades até mesmo em dias não previstos no cronograma de racionamento.

Do primeiro dia do ano até quinta-feira (28) choveu 295 milímetros em Marechal Cândido Rondon – até este domingo (31) já chega a 355 milímetros – e a previsão para o município, segundo o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), é de que as chuvas se estendam até a primeira dezena de fevereiro.

RESULTADO FUTURO

Conforme o diretor-executivo do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), Gerson Luiz da Silva, as chuvas expressivas registradas em janeiro não interferem automaticamente na rede de abastecimento de água do município, como as pessoas imaginam. “Não é tão simples assim. Ter muita chuva não significa que temos muita água disponível. Nossos poços são profundos, de 80 a 100 metros, e esse montante de água leva um tempo até chegar ao lençol freático, de dois a quatro meses. Ou seja, o resultado vem futuramente”, pontua.

Segundo ele, o sistema de abastecimento hídrico rondonense é composto atualmente por 17 poços e cinco captações superficiais, nascentes.

TURBIDEZ PREJUDICA

As captações superficiais, aponta o dirigente, sentiram um volume maior de água. “Há um pequeno problema quando acontece muita chuva ao mesmo tempo. Como as nascentes são superficiais, por cima da superfície terrestre e com drenos diretamente na terra, a água fica marrom. Não dizemos água suja, mas, sim, túrbida. Mesmo que os reservatórios subterrâneos estejam cheios, há muita turbidez e não podemos utilizá-la assim”, explica.

Segundo ele, leva de dois a três dias para que a água atinja uma turbidez razoável. “É preciso que a água assente para que possamos levá-la ao laboratório. Nesse intervalo, não há captação mesmo que os reservatórios estejam com capacidade máxima. A chuva é boa, mas traz essas consequências nas captações superficiais”, pondera.

Silva diz que a produção maior gerada pela chuva traz água com alta turbidez, não sendo possível aproveitá-la. “Isso, muitas vezes, não é entendido pela população”, lamenta, emendando que em comparação com os poços artesianos, estes não têm esse problema, pois a água chega aos lençóis freáticos filtrada devido à profundidade.

TRANSTORNOS

Esse intervalo até que a água assente gera, conforme o diretor, falta de abastecimento em alguns locais. “Há regiões em que o abastecimento provém das captações e acontece esse transtorno. Nos bairros Botafogo, Barcelona e Augusto, por exemplo, o abastecimento se dá pela captação 4, no Higienópolis, onde há problemas sérios de turbidez”, exemplifica.

Silva afirma que a turbidez é, de certa forma, inevitável. “Temos vegetação em volta da captação, mas, ainda assim, os drenos são no barro”, expõe.

Diante destas características do abastecimento de algumas regiões, ele menciona que é feito um “remanejamento” de água. “Ajudamos o abastecimento com água dos poços e, ainda assim, por vezes não é suficiente, tanto que neste fim de semana (dias 23 e 24) houve falta de água”, comenta. “Nesta semana decidimos fazer uma nova interligação para levar mais água à região abastecida pela captação 4 para que os moradores dependam menos dela”, informa.

PRODUÇÃO x CONSUMO

De acordo com o diretor do Saae, Marechal Rondon não consegue manter estoque de água suficiente em reservatório para abastecimento de dois ou três dias devido à relação existente entre produção e consumo. “Hoje produzimos 13 mil metros cúbicos diariamente, mas é uma água que chega e automaticamente é consumida. Consumimos 13 mil metros cúbicos de água por dia”, detalha.

Ele diz que o reservatório possui recursos hídricos suficientes para passar o dia, mas conforme entra água, ela é jogada na rede para consumo, sem encher o reservatório.

RACIONAMENTO CONTINUA

Diante disso, o dirigente ressalta que o racionamento hídrico prossegue no município, sem previsão de ser suspenso.

Desse modo, a região I, que compreende parte do centro e os bairros Boa Vista, Vila Gaúcha, Ana Paula e parte do São Lucas, tem racionamento nas segundas, quartas e sextas-feiras. Na região II, que contempla parte do centro e os bairros Alvorada, Espigão, Líder, Marechal, parte do Botafogo, parte do Higienópolis, parte do São Lucas, Primavera, São Francisco e Universitário, o racionamento ocorre nas terças, quintas-feiras e sábados. Em ambas as regiões a suspensão no abastecimento acontece das 20 às 08 horas do dia seguinte, com retomada gradativa.

ECONOMIA DE ÁGUA

Mesmo com o abastecimento controlado, Silva reforça a vigência do sistema de aplicabilidade variada. “Em janeiro não fizemos o racionamento em alguns períodos devido à quantia de água que possuíamos. Depende muito do consumo, da produção e das condições meteorológicas”, destaca.

Segundo ele, a chuva contribui para uma maior economia de água. “Quando chove a população não lava veículos, calçadas e afins, não consumindo tanta água. Por outro lado, percebemos nos poucos momentos de sol que o uso deixa de ser cuidadoso”, relata.

ETAs

A fim de amenizar os problemas hídricos de Marechal Rondon, o Saae tem trabalhado para a implantação de uma Estação de Tratamento de Água (ETA) de caráter emergencial, a qual será implantada no Arroio Fundo e terá capacidade de 30 litros por segundo, captando o total de 2,4 milhões de litros por dia. “Para funcionar, deve levar ainda de dois a três meses. Tudo depende dos trâmites burocráticos. Estamos levantando todos os projetos para instalação, compra da área e do equipamento. Estamos nesse processo de licitação. Tratamos atualmente com o IAP (Instituto Ambiental do Paraná) a permissão para retirar a água e utilizar a área, pois fica próxima ao manancial”, informa Silva.

Para solucionar o problema da falta de água em longo prazo, a autarquia rondonense possui o projeto de outra ETA, também no Arroio Fundo, mas com capacidade superior. “Seriam 150 litros por segundo, totalizando 12,9 milhões de litros de água. Os projetos estão encaminhados para a equipe de avaliação da prefeitura e depois serão mandados para a Câmara de Vereadores. Há ainda o processo para adquirir a área e iniciar os trabalhos”, menciona.

PERFURAÇÃO DE POÇOS

Também em caráter emergencial, o diretor lembra que o Saae se empenhou na perfuração de poços em 2020. “Três poços verteram água, sendo que um deles já está em funcionamento e outros dois estão em fase de projetos para instalação de energia elétrica e rede adutora. A empresa contratada para instalação pediu um tempo, pois precisa que pare de chover uns dias para realizar os trabalhos. Provavelmente, a partir de fevereiro começam as instalações de eletricidade e, depois disso, vem ainda uma equipe até o dia 15 fazer o teste de vazão. Realizado o teste, trabalharemos na rede que vem do poço até o reservatório. É preciso que pare de chover para dar andamento nos trabalhos. Leva de dez a 15 dias para fazer a vala, precisando de autorização dos agricultores por onde a rede vai passar. Então, depois de instalada a rede de energia elétrica, leva de 30 a 40 dias para incorporação”, detalha.

Diretor-executivo do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), Gerson Luiz da Silva: “Ter muita chuva não significa que temos muita água disponível” (Foto: O Presente)

2020 FOI O ANO MAIS SECO DOS ÚLTIMOS 31 ANOS EM MARECHAL RONDON

Segundo dados pluviométricos do Saae, choveu 1.343 milímetros em Marechal Rondon no ano passado, índice que colocou 2020 como o ano mais seco da história recente do município – últimos 31 anos (de 1989 a 2020).

Apesar da estiagem histórica de 2020, Marechal Rondon teve ainda outros cinco anos com precipitações inferiores às do ano passado. Os dados foram computados desde 1965 e apontam o ano de 1978 como o mais seco da história rondonense, com apenas 998 milímetros de chuva. Na sequência aparece 1985, quando foram registrados 1.219 milímetros. Ocupando o terceiro lugar no ranking de ano mais seco está 1988, quando choveu 1.306 milímetros; em quarto lugar está 1977, com 1.322 milímetros; em quinto 1967, com 1.332 milímetros; e, por fim, em sexto lugar, 2020.

CHUVAS EM JANEIRO

Por falar em 2020, para que as chuvas registradas no mês de janeiro deste ano – cerca de 295 milímetros até agora – entrem para a história rondonense, o fim de semana terá que ter muita água caindo do céu para quebrar os recordes registrados até então no primeiro mês do ano no município.

O maior índice até aqui ocorreu em janeiro de 1995, quando choveu 420 milímetros, seguido de janeiro de 2018, ano em que Marechal Rondon somou 392 milímetros de chuva.

Na sequência estão janeiro de 1990 (374 milímetros), janeiro de 1977 (349 milímetros), janeiro de 2003 (324 milímetros) e janeiro de 1997 (303 milímetros).

(Arte: O Presente)

Fonte O Presente

Marechal Rondon

Genro é preso após agredir sogros idosos em Marechal Rondon

O crime aconteceu na Avenida Irio Jacob Welp. De acordo com a PM, o genro invadiu a residência e agrediu o casal com socos, causando lesões na face de ambos.

Publicado

em

Um caso de violência familiar chocou os moradores de Marechal Rondon na manhã deste domingo (14). Um homem foi preso após agredirseus sogros idosos em sua própria casa.

O crime aconteceu na Avenida Irio Jacob Welp. De acordo com a PM, o genro invadiu a residência e agrediu o casal com socos, causando lesões na face de ambos. As vítimas, que estavam ensanguentadas, foram socorridas por familiares e levadas para a UPA.

O agressor, que se recusou a obedecer às ordens dos policiais e resistiu à prisão, precisou ser imobilizado com uso da força física. Ele foi preso e encaminhado para a 47ª DRP.

Por Marechal Agora

Continue lendo

Acidente

Rondonense de 17 anos fica ferido em acidente entre Iguiporã/Curvado

Com o impacto, o rapaz sofreu ferimentos moderados, foi atendido no local pelos bombeiros e encaminhado à UPA Marechal para exames médicos.

Publicado

em

PRE

Por volta das 6h20 deste sábado (13), o Corpo de Bombeiros de Marechal Cândido Rondon e a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) foram acionados para atender um acidente de trânsito na PR-467, km 20.

Um veículo havia saído da pista e adentrado em um barrando, deixando um jovem de 17 anos ferido. Ele conduzia um veículo Kia Sorento, com placas de Marechal Rondon.

De acordo com a PRE, o veículo trafegava no sentido Iguiporã/Curvado, quando saiu da pista e chocou-se contra uma placa de sinalização na margem esquerda da rodovia.

Com o impacto, o rapaz sofreu ferimentos moderados, foi atendido no local pelos bombeiros e encaminhado à UPA Marechal para exames médicos.

Chovia no momento do acidente.

Por O Presente

Continue lendo

Marechal Rondon

Homem é preso conduzindo carro roubado, em Marechal Rondon

Na data de ontem (12), por volta das 11h45min, a Polícia Militar de Marechal Cândido Rondon apreendeu um veículo Ford/Ka prata com alerta de furto/roubo. O motorista foi detido por recptação.

Publicado

em

Na data de ontem (12), por volta das 11h45min, a Polícia Militar de Marechal Cândido Rondon apreendeu um veículo Ford/Ka prata com alerta de furto/roubo. O motorista foi detido por recptação.

A recuperação do carro ocorreu durante patrulhamento de rotina na Rua Mem de Sá, cruzamento com Rua Paraná. O condutor do veículo também foi abordado e constatou-se que não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O condutor e o veículo foram encaminhados para a Delegacia de Polícia de Marechal Cândido

Por: Ponto da Notícia

Continue lendo

Bombeiros

Bombeiros controlam incêndio em condomínio residencial de Marechal

Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionados para combater mais um incêndio nesta sexta-feira (12) em Marechal Cândido Rondon.

Publicado

em

Rádaio Difusora

Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionados para combater mais um incêndio nesta sexta-feira (12) em Marechal Cândido Rondon. Desta vez o fogo ocorreu em um condomínio residencial no cruzamento das Ruas 12 de Outubro com Maranhão.

O fogo teve início no quarto onde dormiam duas crianças, filhos dos moradores do local. A mãe sentiu o odor do fogo e rapidamente adentrou no quarto retirando as duas crianças. As crianças não teriam se ferido, mas por precaução, foram levadas para uma avaliação médica, em um hospital da cidade, pois inalaram fumaça. A mãe teria tido ferimentos superficiais, no rosto.

Assim que acionados, duas equipes do Corpo de Bombeiros foram até o local, para combater as chamas e evitar que o fogo se alastrasse. Após o trabalho de combate ao fogo, foi realizado, pelos bombeiros, o trabalho de rescaldo do local, para evitar qualquer novo foco de incêndio.

A suspeita é de que um curto circuito no ar condicionado tenha causado o fogo, já que o aparelho estava ligado na função de aquecimento. O fogo atingiu principalmente o quarto, das crianças, que fica no andar superior da residência.

Este é terceiro incêndio em menos de 24 horas em que o Corpo de Bombeiros foi acionado para combater as chamas. O primeiro aconteceu por volta das 23 horas desta quinta-feira, quando foi registrado um principio de incêndio em uma das salas do quarto andar da prefeitura municipal. Na tarde de houve, um incêndio foi registrado na cozinha de uma estabelecimento comercial Rua Curitiba.

Por: Aqui Agora

Continue lendo

Incêndio

Principio de incêndio em pizzaria rondonense mobiliza bombeiros

Apesar de muita fumaça, a situação foi controlada

Publicado

em

Rádio Difusora

Um princípio de incêndio em uma pizzaria localizada a Rua Curitiba, nas proximidades da Copagril, mobilizou equipes do Corpo de Bombeiros de Marechal Cândido Rondon na tarde desta sexta-feira (12).

A fumaça começou no reservado dos fornos do estabelecimento e foi percebida por vizinhos que rapidamente avisaram os proprietários e acionaram o Corpo de Bombeiros.

Duas unidades da corporação marcaram presença e controlaram a situação.

Ninguém resultou com ferimentos.

Por Rádio Difusora

Continue lendo

Marechal Rondon

Conflito por venda de celular termina em ameaça e caso de Polícia em Marechal C. Rondon

A Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência na Rua José Bonifácio, em Marechal Cândido Rondon, envolvendo um caso de suposto estelionato e ameaça.

Publicado

em

Na tarde de quinta-feira (11), uma equipe da Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência na Rua José Bonifácio, em Marechal Cândido Rondon, envolvendo um caso de suposto estelionato e ameaça.

Ao chegar ao local, os policiais foram informados pelo solicitante que estava vendendo seu celular iPhone 13 PRO MAX pelo valor de R$ 3,5 mil. Durante a negociação, um indivíduo intermediou a venda e instruiu a segunda vítima, a realizar um pagamento via Pix no valor de R$ 2 mil, supostamente como parte do acordo.

No entanto, após o pagamento, o intermediário cessou o contato e bloqueou ambos os envolvidos, sem entregar o celular conforme combinado. Isso gerou desentendimento entre as partes, com a segunda vítima se exaltando e proferindo ofensas ao solicitante, acusando-o de má-fé.

Em meio à discussão, a segunda vítima, acompanhada de outras mulheres, invadiu a residência do solicitante. Temendo pela sua segurança, o solicitante pegou uma faca como medida de defesa. Neste momento, a segunda vítima, agora considerada autor, ameaçou-o de morte, fazendo menção de buscar uma arma de fogo e chamando apoio de terceiros.

Uma testemunha que estava presente relatou ter sido ameaçada pelo solicitante com a faca ao tentar entrar na residência.

Após o ocorrido, a equipe policial conduziu todos os envolvidos à 2ª Companhia para a confecção do Termo Circunstanciado, pois ambos manifestaram interesse em representar criminalmente. Todos foram orientados sobre os procedimentos legais necessários.

Continue lendo

Incêndio

Fogo é registrado na prefeitura de Marechal Rondon

Um princípio de incêndio foi registrado na noite desta quinta-feira (11) na prefeitura de Marechal Cândido Rondon.

Publicado

em

Reprodução

Um princípio de incêndio foi registrado na noite desta quinta-feira (11) na prefeitura de Marechal Cândido Rondon.

Um vizinho ouviu barulho de uma janela quebrando, e ao verificar, identificou fogo em uma das salas do 3º piso do paço municipal, localizado na rua Espírito Santo, onde fica o setor de arquivos.

Segundo informações de testemunhas o fogo iniciou por volta das 23h10 e rapidamente os bombeiros foram chamados e controlaram a situação.

Não houve danos estruturais maiores.

A suspeita, é de que um curto circuito em uma tomada possa ter originado o princípio do incêndio.

O caso foi registrado pelo setor policial.

Por: Rádio Difusora

Continue lendo

Marechal Rondon

Morador de rua é preso em Marechal Rondon por tentativa de estupro

O boletim da Policia Militar divulgado hoje (12) destaca uma ocorrência de tentativa de estupro na noite de quarta-feira, por volta das 23 horas e 50 minutos.

Publicado

em

Difusora

O boletim da Policia Militar divulgado hoje (12) destaca uma ocorrência de tentativa de estupro na noite de quarta-feira, por volta das 23 horas e 50 minutos.

A PM foi acionada e no local, a rua Dr. Seyboth, bairro Universitário, a solicitante relatou que estava se deslocando de bicicleta do trabalho para casa quando foi surpreendida por um elemento que a puxou pela capa de chuva provocando queda.

Disse que no chão o homem montou sobre seu corpo e tentou abaixar suas calças, mas defendeu-se colocando os dedos no olho do homem que começou a gritar.

A todo momento o tarado tentava tapar a boca da vitima que conseguiu desvencilhar-se e evitar a consumação do ato.

A mulher informou aos Policiais Militares que o agressor estava vestido com blusa preta, calça jeans e tênis preto, era de estatura baixa , tinha bigode e cabelo curto.

A equipe começou a realizar buscas no intuito de localizar o autor dos fatos e em frente ao lago municipal avistou um indivíduo com as mesmas características e roupas citadas.

Ele foi abordado , identificado e disse ser morador de rua .

Foi detido e na delegacia de policia foi reconhecido pela vitima, ficando a disposição da justiça.

Por: Difusora

Continue lendo

Furto

Homem tem casa arrombada e bicicleta é furtada em Marechal Rondon

Dois furtos simples foram registrados pela Polícia Militar em Marechal Rondon na quarta-feira (10).

Publicado

em

Dois furtos simples foram registrados pela Polícia Militar em Marechal Rondon na quarta-feira (10).

No primeiro caso, uma bicicleta da marca Oggy, cor branca e aro 29, foi furtada em frente a uma clínica na Rua Sete de Setembro. A vítima, que estava realizando exames no local, relatou à PM que deixou a bicicleta por alguns minutos e, ao retornar, percebeu que ela havia sido levada.

Já no segundo caso, um homem teve sua casa na Rua Otto Follmann arrombada e diversos itens foram furtados. Entre os objetos levados estão carne, perfumes e roupas.

A PM foi acionada e vítima relatou para a equipe policial suspeita que um indivíduo conhecido, frequentador da residência e usuário de drogas, seria o responsável pelo crime. A Polícia Militar realizou patrulhamento na região, mas não conseguiu localizar o suspeito.

Por: Ponto da Notícia

Continue lendo

Acidente

Motociclista fratura a perna ao atropelar capivara entre Marechal e Nova Santa Rosa

Um motociclista percorria a PR 491 em Nova Santa Rosa, sentido à Marechal Cândido Rondon, quando nas proximidades da ponte sobre o Rio Guaçu acabou atropelando uma capivara que atravessava a rodovia.

Publicado

em

Portal Nova Santa Rosa

Um motociclista percorria a PR 491 em Nova Santa Rosa, sentido à Marechal Cândido Rondon, quando nas proximidades da ponte sobre o Rio Guaçu acabou atropelando uma capivara que atravessava a rodovia. O sinistro aconteceu na manhã desta quinta-feira (11), por volta das 6h35.

Conforme as informações, a vítima foi socorrida por uma pessoa que passava pelo local e encaminhada à UPA em Marechal Rondon, onde ficou na emergência recebendo os devidos cuidados.

O motociclista resultou com fratura em uma das pernas e deslocamento no ombro.

Um capacete e uma mochila ficaram ao lado da moto, que estava às margens da pista.

A neblina presente pela rodovia pode ter contribuído para a ocorrência do acidente, dificultando a visão do motociclista, que pode não ter visto o animal.

A capivara acabou morreu em decorrência do impacto, que também deixou a moto bastante danificada.

Por: Portal Nova Santa Rosa

Continue lendo

CASA DAS BATERIAS

Previsão do tempo

Facebook

Termos de uso e responsabilidade

É proibido a reprodução de todo ou qualquer parte deste site sem autorização prévia, como determina a lei nº 9.610 de 19 de fevereiro/98.
Todo conteúdo aqui exposto, visa a informação, a imparcialidade e a transparência.