Contato: (45) 99901-7480

Governo

Prefeitura rondonense implanta login integrado ao gov.br

Trata-se de uma forma mais fácil de acesso com login único do governo federal, pelo portal gov.br

Publicado

em

A prefeitura de Marechal Rondon criou uma forma mais fácil de acesso com o login único do governo federal, pelo portal gov.br.

Gostaria de participar do nosso GRUPO DE WHATSAPP? É só clicar aqui

A proposta facilita a identificação e autentificação do cidadão, fornecendo um acesso unificado e reduzindo a burocracia. Também está disponível os aplicativos Meu gov.br na Apple Store e no Play Store.

O acesso ao site ocorre através do endereço https://marechalcandidorondon.atende.net. É necessário clicar na aba login, no canto superior direito, e em seguida clicar na imagem da bandeira do Brasil. Caso ainda não tenha uma conta, essa pode ser criada fornecendo alguns dados pessoais. A ação é rápida, fácil e segura.

O objetivo é facilitar a vida dos munícipes, dando a oportunidade de solicitar serviços com maior agilidade em menor tempo com redução de custos e ainda sem margem de erros de dados pessoais. Pode ser realizado, inclusive nos finais de semana e a noite.

Com isso, os serviços podem ser acessados a qualquer momento.Caso tenha alguma dúvida quanto ao acesso, há um passo a passo em http://faq-login-unico.servicos.gov.br/…/contaacesso.html.

Brasil

Obras da Ponte da Integração Brasil-Paraguai atingem 71,5% de execução

Mastro principal na margem brasileira está pronto, com 190 metros de altura, enquanto o mastro principal na margem paraguaia avança para 175 metros. Obra é executada pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), por meio de parceria entre Governo do Paraná, Itaipu Binacional e o Governo Federal.

Publicado

em

Foto: AEN.

A obra da Ponte da Integração Brasil-Paraguai registra um marco neste mês de outubro, que é a finalização do mastro principal na margem brasileira, em Foz do Iguaçu (Oeste), com um total de 190 metros de altura, da fundação ao topo, e com todos os tubos das paredes concluídas. A obra está sendo executada pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), por meio de parceria entre Governo do Paraná, Itaipu Binacional e governo federal.

Gostaria de participar do nosso GRUPO DE WHATSAPP? É só clicar aqui

Até o momento, 71,5% da obra foi executada, com investimento de aproximadamente R$ 166 milhões. Essas informações e mais detalhes estão disponíveis no boletim informativo da obra, publicado mensalmente no portal do DER/PR e encaminhado como uma newsletter por e-mail para quem se inscrever.

Ainda na margem brasileira, foi posicionada a aduela metálica 6.03 sobre o Rio Paraná e tensionados os estais (ou cabos de estaiamento) da aduela metálica 6.02. O segundo par de estais de retaguarda também está engastado na caixa de equilíbrio da ponte. Isso quer dizer avanço das obras sobre a estrutura da pista de rolamento.

Em Presidente Franco, margem paraguaia da obra, o mastro principal deve atingir os 175 metros de altura, com os trabalhos permanecendo concentrados na chamada câmara de estais. Também foram tensionados o primeiro par de estais da retaguarda e os estais da aduela metálica 5.01, com a aduela metálica 5.02 devendo ser posicionada ainda este mês no vão-livre da ponte.

Enquanto isso, no canteiro de obras em ambos os países, prossegue a pré-montagem de mais aduelas metálicas, que vão compor o tabuleiro da ponte, por onde passarão os veículos.

ESTRUTURA  A ponte terá 760 metros de comprimento e um vão-livre de 470 metros – o maior da América Latina. Serão duas pistas simples com 3,6 metros de largura, acostamento de três metros e calçada de 1,7 metro nas laterais. Sua estrutura será maior que a primeira ponte de ligação ao Paraguai, a Ponte Internacional da Amizade, e se localiza a cerca de 10 quilômetros de distância desta.

PERIMETRAL LESTE – Na obra de implantação da rodovia de acesso entre a ponte e a BR-277, em Foz do Iguaçu, foram executadas mais estacas nos viadutos da Avenida General Meira e da BR-469, enquanto no viaduto de acesso à Ponte Tancredo Neves o encontro 01 está concluído e o encontro 02 está em sua penúltima etapa. Também tiveram início os serviços de supressão vegetal nos locais onde serão executadas as novas aduanas.

O projeto da rodovia prevê um contorno do perímetro urbano de Foz do Iguaçu partindo da nova ponte. O percurso de 15 quilômetros passa pelos seguintes pontos: Av. General Meira, acesso à Ponte Tancredo Neves, Av. das Cataratas (BR-469), Av. Felipe Wandscheer e Av. República Argentina e BR-277.

Por AEN.

Continue lendo

Governo

Secretário nacional de Defesa Civil percorre municípios do Paraná mais afetados por temporal

Moreira Sales e Foz do Iguaçu foram os municípios mais atingidos. No total 384 pessoas foram afetadas. Equipes da Defesa Civil, Sejuf e Copel trabalham para prestar socorro e reestabelecer a normalidade.

Publicado

em

Foto: AEN

O secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves, chegou ao Paraná na manhã desta terça-feira(26) para visitar os municípios mais afetados pelas tempestades do último fim de semana no Estado.

Gostaria de participar do nosso GRUPO DE WHATSAPP? É só clicar aqui

A comitiva federal, acompanhada pelo coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Fernando Schunig, vai a Japurá, no Noroeste, onde duas pessoas ficaram feridas após a chuva de granizo. Também deve passar por Rondon, no Noroeste e Foz do Iguaçu, região Oeste, que registrou um óbito por descarga elétrica.

Coronel Schunig explicou que o objetivo do grupo é verificar os estragos decorrentes das chuvas e analisar as possibilidades de apoio federal aos municípios. Os analistas da Defesa Civil Estadual têm atuado desde o último sábado, após as primeiras ocorrências, para orientar e auxiliar os municípios nas documentações necessárias, permitindo que o apoio chegue o mais rápido possível aos locais mais afetados.

Segundo a Defesa Civil, por causa dos ventos fortes de mais de 70 km/h e do granizo, muitas residências tiveram os telhados danificados. As equipes do Corpo de Bombeiros e das Defesas Civis Municipais realizaram atendimentos iniciais com a distribuição de lonas, corte de árvores para liberação de vias e segurança de edificações.

Equipes da Polícia Militar também atuaram nas ações de segurança. Além de lonas, as cidades mais prejudicadas recebem telhas e colchões para atendimento das famílias mais necessitadas.

Conforme balanço da Defesa Civil, as chuvas danificaram 3.355 casas, afetaram 16.656 pessoas e deixaram 154 desalojados. Mais de 2 mil eletricistas seguem mobilizados no enfrentamento do pior evento climático já enfrentado pela Copel no Interior.

O temporal deste fim de semana só não foi mais grave que o ciclone-bomba ocorrido na região Leste, em junho de 2020. As chuvas dos últimos dias causaram o desligamento de um milhão e 200 mil unidades consumidoras.

Já foram identificados mais de mil e 200 postes quebrados. Equipes das regiões menos atingidas somam esforços aos trabalhadores locais de emergência, manutenção e obras, reduzindo, nesta terça, os domicílios desligados a 35 mil, em todo o Paraná.

A região Noroeste foi a mais prejudicada com a contabilização de 516 postes quebrados. Na segunda-feira(25), foi possível restabelecer o fornecimento principal a todos os municípios que tiveram o fornecimento interrompido devido ao temporal, em função do alto número de postes quebrados nas fontes de alimentação.

Algumas cidades no Estado permanecem com abastecimento de água comprometido por falta de energia elétrica. Equipes da Sanepar trabalham na recuperação dos sistemas e em manobras para assegurar a distribuição de água.

Em algumas localidades a Companhia continua usando caminhões-pipa e geradores de energia alugados para que o fornecimento de água volte à normalidade.

Por AEN.

Continue lendo

Governo

Paraná recebeu mais 63 mil vacinas contra a Covid-19 nesta quarta-feira(15)

Os imunizantes foram encaminhados para o Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) onde serão conferidos e armazenados até que sejam distribuídos para as Regionais de Saúde. Esta é a segunda remessa que o Estado recebe nesta semana. Na segunda-feira (13) desembarcaram 303 mil doses.

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) recebeu nesta quarta-feira (15) mais 63.180 vacinas contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech. O voo LA-3443 desembarcou no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, às 12h55.

Gostaria de participar do nosso GRUPO DE WHATSAPP? É só clicar aqui

Ainda não há confirmação se os imuzantes serão destinados à primeira ou segunda dose. A Sesa aguarda a divulgação do Informe Técnico do Ministério da Saúde para definir a descentralização das vacinas. As doses foram encaminhados para o Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) onde serão conferidas e armazenadas até que sejam distribuídas para todas as regiões do Estado.

Esta é a segunda remessa que o Paraná recebe nesta semana. Na segunda-feira (13), 303 mil doses foram enviadas ao Estado, integralmente para primeira aplicação (D1) na população adulta. Os imunizantes foram enviados para as 22 Regionais de Saúde nesta terça-feira (14).

VACINÔMETRO – Segundo os dados do Vacinômetro nacional, 11.910.383 doses foram aplicadas no Estado, destas 7.713.003 D1, 322.052 doses únicas (DU) e 3.875.328 segundas doses (D2). Entre D1 e DU, o Paraná já atingiu 92,1% da população adulta estimada em 8.720.953 pessoas.

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do MARECHAL AGORA.com.br pelo WhatsApp (45) 98842-8989.

Por AEN.

Continue lendo

Governo

Governador sanciona lei que delega rodovias estaduais da nova concessão de pedágios

Nova legislação, aprovada pela Assembleia Legislativa, ajuda a dar ampla garantia jurídica para a nova concessão rodoviária do Paraná, que terá 3,3 mil quilômetros e mais de R$ 44 bilhões em investimentos. Previsão é que o leilão da Bolsa de Valores ocorra no primeiro semestre de 2022.

Publicado

em

O governador Carlos Massa Ratinho Junior sancionou a Lei 20.668 que prevê a delegação das rodovias estaduais para a nova concessão rodoviária federal. O texto, publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (19), autoriza o Poder Executivo do Estado do Paraná a repassar à União, pelo prazo de até 30 anos, a administração de rodovias e exploração de trechos de rodovias, ou obras rodoviárias estaduais. A peça jurídica foi analisada e aprovada pela Assembleia Legislativa, em segunda discussão, na quarta-feira (18).

Gostaria de participar do nosso GRUPO DE WHATSAPP? É só clicar aqui

A delegação será formalizada mediante convênio entre as partes. Segundo o texto, a União poderá explorar a via ou parte da via delegada diretamente ou por meio de concessão, nos termos das leis federais que regem as concessões. A partir deste acordo, há a possibilidade de o Estado destinar recursos para construção, conservação, melhoramento e operação de trechos ou rodovias que não sejam de responsabilidade dos concessionários.

A nova lei ajuda a dar ampla garantia jurídica para a nova concessão rodoviária do Paraná, que terá 3,3 mil quilômetros (sendo 1,2 mil quilômetros de trechos estaduais) e mais de R$ 44 bilhões em investimentos. O formato do leilão já foi definido pelo Ministério da Infraestrutura e o Governo do Estado, restando ainda o aval do Tribunal de Contas da União (TCU) para o leilão dos seis lotes na Bolsa de Valores de São Paulo (B3) – a expectativa é que o leilão ocorra no primeiro semestre de 2022.

O pacote paranaense é o maior projeto de concessão do tipo em andamento no Brasil. O valor em investimentos é o equivalente a 120 anos de orçamento federal para rodovias aplicado somente no Paraná. Além dos R$ 44 bilhões em investimentos diretos (Capex), o pacote de concessões estima ainda outros R$ 35 bilhões destinados a custos de operação e manutenção das vias (OPEX). A maior parte dos recursos será destinada a rodovias estaduais.

Entre as principais obras previstas, estão 1.783 quilômetros de duplicação de vias, sendo que 90% do total deverá ser executado até o sétimo ano da concessão. O governador ressaltou que esse número é o equivalente a uma ida e um terço da volta de uma viagem de carro de Curitiba até Brasília, que tem 1.387 quilômetros de distância, em pista totalmente duplicada.

As duplicações visam ampliar os principais corredores logísticos do Estado, criando vias mais seguras para o escoamento da produção do agronegócio até o Porto de Paranaguá. A elas somam-se, ainda, 253 quilômetros de faixas adicionais, 104 quilômetros de terceiras faixas e 260 quilômetros de vias marginais.

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do MARECHAL AGORA.com.br pelo WhatsApp (45) 98842-8989.

Por AEN.

Continue lendo

Governo

Com novo lote, Paraná garante capacidade para imunizar 80% da população adulta

No total, 7.166.566 primeiras doses (D1) ou doses únicas (DU) terão chegado aos municípios paranaenses até o próximo sábado (14), sete meses depois do início das distribuições. Com isso, a expectativa é de ultrapassar a marca de 80% de aplicação efetiva já na semana que vem nos 399 municípios.

Publicado

em

Foto: Américo Antonio

Com o novo lote de 191.470 vacinas contra a Covid-19, aguardado para esta sexta-feira (13), o Paraná vai ultrapassar uma marca importante na campanha de imunização: garantia de mais de 80% de vacinas em relação à população adulta. Isso quer dizer que mais de 80% terá recebido ou terá à disposição nos próximos dias uma dose para aplicação imediata.

Gostaria de participar do nosso GRUPO DE WHATSAPP? É só clicar aqui

Com isso, a expectativa do Governo do Estado é de ultrapassar a marca de 80% de aplicação efetiva nos adultos (acima de 18 anos) já na semana que vem nos 399 municípios – atualmente, essa marca está em 77,3%, com média de idade de aplicação na faixa de 27 anos.

No total, segundo levantamento da Secretaria de Estado da Saúde, 7.166.566 primeiras doses (D1) ou doses únicas (DU) terão chegado aos municípios paranaenses até o próximo sábado (14), sete meses depois do início das distribuições, representando 82,1% de uma população estimada de 8.720.953, de acordo com a estimativa do Ministério da Saúde.

Até agora, o Estado aplicou 6.748.776 vacinas, entre D1 (6.439.795) e DU (308.981), de um total de 9 milhões de doses. 

Com a marca de 80% de distribuição, o que aproxima o Paraná de 80% de aplicação, o Estado avança de maneira conjunta para antecipar o cumprimento do calendário de imunização, proposto em junho, e que deve encerrar no final de setembro com 100% dos adultos vacinados. 

“O Paraná é por inteiro. E assim como a remessa da distribuição é equitativa, isonômica e transparente, sob orientação do governador Ratinho Junior, estamos chegando neste final de semana à distribuição de doses para atender 80% dos paranaenses. Da mesma forma, logo chegaremos também aos 80% da aplicação. É um esforço de todos, especialmente dos vacinadores e das secretarias municipais”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

No total, a Secretaria de Estado da Saúde já remeteu aos municípios 10.556.977 doses (entre D1, D2 e DU), de acordo com plataforma LocalizaSUS. As novas doses vão representar o envio de 11.118.710 ao Paraná, pelo Ministério da Saúde.

As que ainda não foram aplicadas são D2, aguardando os prazos indicados pelos fabricantes.

AGOSTO VELOZ – O Paraná recebeu em agosto quatro lotes do Ministério da Saúde. No primeiro, foram 187.470 vacinas. No segundo, 415.790 doses. No terceiro, 209.170. No quarto, 114.060. No quinto, desta sexta, mais 191.470. Até esta quinta, 929.380 doses foram aplicadas no Estado, média de 77 mil por dia, a segunda maior desde o começo no mesmo recorte (12 primeiros dias do mês), atrás apenas de julho.

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do MARECHAL AGORA.com.br pelo WhatsApp (45) 98842-8989.

Continue lendo

Governo

Reuniões durante a semana poderão definir nova greve de caminhoneiros

Uma das entidades que decidiu apoiar a paralisação é o Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas .

Publicado

em

Entidades e associações que representam caminhoneiros avaliam a possibilidade de realizar uma paralisação nacional a partir de domingo , 25, Dia do Motorista, que poderia crescer na segunda-feira 26.

CLICK AQUI E FAÇA PARTE DO NOSSO GRUPO DE WHATSAPP

Há um descontentamento de parte da categoria com promessas não cumpridas pelo governo Jair Bolsonaro e com as altas recentes do preço do óleo diesel.

Entre as insatisfações também são citadas o fim da isenção do PIS/Cofins sobre o diesel, os preços elevados dos insumos para o transporte de cargas e a falta de fiscalização do piso mínimo do frete.

Algumas entidades já decidiram apoiar a interrupção das atividades, mas reuniões ainda serão realizadas ao longo da semana para definir a posição da categoria, segundo representantes ouvidos pela reportagem.

Uma das entidades que decidiu apoiar a paralisação é o Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas .

Plínio Dias, presidente da entidade, disse que a mobilização começa no dia 25 e que a adesão pode crescer na segunda-feira e nos dias subsequentes.

A entidade afirma já ter apresentado 387 ofícios ao governo desde o começo do ano com as reivindicações dos caminhoneiros, como o fim da política de Preço de Paridade de Importação  da Petrobras para combustíveis, maior fiscalização nas estradas para cumprimento do piso mínimo de frete e a aposentadoria especial para os motoristas.

Segundo o representante, a pauta é a mesma da paralisação do início de 2021.

O descrédito do governo vem aumentando junto aos caminhoneiros em virtude de algumas promessas não cumpridas.

Em maio, preocupado com movimentos grevistas e as constantes ameaças de paralisações, o governo anunciou um pacote de medidas para a categoria, o “Gigantes do Asfalto”.

Entre as medidas consta a criação do Documento Eletrônico de Transportes (Dt-e), uma das principais apostas do governo para o segmento autônomo.

O projeto foi aprovado na última quinta-feira, 15, pela Câmara dos Deputados por meio da Medida Provisória nº 1051/21 e vai tramitar no Senado.

Trata-se de um recurso que vai unificar os documentos exigidos para o transporte de cargas e que poderá ser usado pelo celular do motorista. Também foi visto pela categoria como tentativa de acalmar os ânimos.

A Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava) vai decidir sobre a adesão no movimento em reunião com seus associados nesta quinta-feira (22).

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do MARECHAL AGORA.com.br pelo WhatsApp (45) 98842-8989

Continue lendo

Bolsonaro

Bolsonaro autoriza uso das Forças Armadas em Rondônia

Desde 2019, foram autorizadas duas operações das Forças Armadas na Amazônia, chamadas Verde Brasil 1 e 2. A mais recente se encerrou em abril.

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro editou um decreto nesta sexta-feira (2) para ampliar a atuação das Forças Armadas na repressão a delitos ambientais no estado de Rondônia. No início da semana, o presidente havia assinado o decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) ambiental válido para toda a Amazônia.

RECEBA NOTICIAS EM PPRIMEIRA MÃO VIA WHATSAPP: CLIQUE AQUI!!

A medida, no entanto, se restringia a operações em áreas de propriedade ou posse da União, como terras indígenas, áreas federais de preservação, imóveis da União, entre outros, e estava também limitada às regiões com maior incidência de queimadas e desmatamento. 

Para atuar em outras áreas, o governos estaduais precisariam fazer um requerimento de solicitação ao presidente da República. A ação em outras áreas somente poderá ser realizada se houver pedido do respectivo governador do estado ao presidente da República. Foi o que aconteceu em relação ao governo de Rondônia, que formulou um requerimento despachado favoravelmente. O decreto foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União.

Desde 2019, foram autorizadas duas operações das Forças Armadas na Amazônia, chamadas Verde Brasil 1 e 2. A mais recente se encerrou em abril.  A renovação da atuação dos militares na região havia sido anunciada pelo vice-presidente Hamilton Mourão no início do mês. De acordo com Mourão, que preside o Conselho Nacional da Amazônia, o custo da nova operação será de R$ 50 milhões, no período que vai de 28 junho a 31 de agosto.

Fonte: AEBC

Continue lendo

Governo

Bares e Restaurantes podem atender até as 23h neste sábado

O texto incluiu um artigo extraordinário que só terá validade por conta da data comemorativa.

Publicado

em

O Governador Carlos Massa Ratinho Jr autorizou o funcionamento de bares, restaurantes e lanchonetes até as 23h excepcionalmente neste sábado 12, dia dos namorados. A autorização está no novo decreto que prorrogou as medidas sanitárias no Paraná até o dia 30 deste mês. 

Gostaria de participar do nosso GRUPO DE WHATSAPP? É só clicar aqui

O texto incluiu um artigo extraordinário que só terá validade por conta da data comemorativa. 

O ato do governo ressalta que o atendimento será das 10h às 23h, com entrada dos clientes até as 22h e encerramento das atividades ao público até as 23h. “O consumo será permitido no local inclusive na modalidade de atendimento de buffets no sistema de autosserviço (selfservice), sendo autorizado até às 23 horas nas modalidades delivery, drive thru e take away”. 

Os restaurantes seguem apenas de segunda a sábado até às 21h e fechados aos domingos.  O presidente da Abrabar-Pr,  Fabio Aguayo comemorou a decisão do governo. Aguayo também disse que conversou com o prefeito de Londrina Marcelo Belinati PP que deverá seguir o decreto do governador.

Outro artigo trata de excepcionalidade para o concurso da polícia militar e a prova da OAB- Ordem dos Advogados do Brasil.

Diz o decreto: “As instituições de ensino e correlatas, públicas e privadas, que receberão candidatos para a realização do Concurso Público da Polícia Militar do Estado do Paraná e no XXXII Exame da Ordem Nacional dos Advogados poderão funcionar no dia 16/06/2021”. 

Mesmo com autorização excepcional para dia dos namoradores, concurso e prova da OAB, o decreto mantém as regras de distanciamento, utilização de máscara, álcool em gel nos estabelecimentos, capacidade de atendimento limitada e preferência para serviços de entrega e retirada. 

Fonte: Taroba News

Continue lendo

Governo

Governo libera R$ 3,1 bilhões para gastos dos ministérios

Ministério da Educação teve o maior desbloqueio de recursos

Publicado

em

O Ministério da Economia publicou, hoje (9), a Portaria nº 6.518, que libera R$ 3,1 bilhões das dotações orçamentárias de ministérios e autarquias federais.

Gostaria de participar do nosso GRUPO DE WHATSAPP? É só clicar aqui

O valor corresponde a 33,7% dos R$ 9,2 bilhões das dotações primárias discricionárias (o governo pode definir onde aplicar os recursos) dos órgãos que haviam sido bloqueadas pelo Decreto nº 10.686, de 22 de abril de 2021.

Segundo o ministério, o desbloqueio foi possível em razão da redução na projeção de gastos com despesas obrigatórias, apresentada no final de maio pelo no Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas do 2º Bimestre. “Observada a melhora nas projeções e o atendimento aos limites estabelecidos pelo teto de gastos, a Junta de Execução Orçamentária aprovou os valores para o desbloqueio em 2 de junho”, diz o Ministério da Economia.

O ministério que teve o maior desbloqueio foi o da Educação, que teve bloqueio inicial total de R$ 2,7 bilhões. Hoje, foram liberados R$ 900 milhões. Ainda há 1,5 bilhão de bloqueio remanescentes.

O Ministério da Infraestrutura teve liberação de R$ 700,6 milhões hoje e o da Economia, R$ 436,3 milhões.

Desbloqueios

O governo pode desbloquear até R$ 4,8 bilhões, segundo informou ao divulgar o Relatório de Avaliação de Despesas e Receitas, em maio deste ano.

Além dos 3,1 bilhões de hoje, já haviam sido disponibilizados R$ 921,9 milhões para gastos na última segunda-feira (7), totalizando R$ 4,055 bilhões. O restante do valor que pode ser desbloqueado (cerca de R$ 745 milhões) está em processo de avaliação, segundo informou o Ministério da Economia.

Entenda o bloqueio

O Ministério da Economia explica que em atendimento à Lei de Diretrizes Orçamentárias deste ano, o Poder Executivo pode realizar o bloqueio de dotações orçamentárias discricionárias em montante correspondente à necessidade de recursos para atendimento das despesas obrigatórias.

“Ao longo do exercício, no entanto, ocorrem revisões nas projeções das despesas obrigatórias, o que pode possibilitar o desbloqueio. Identificada a possibilidade do desbloqueio, o art. 10 do Decreto nº 10.699/2021 permite que a revisão dos valores bloqueados pelo normativo se dê por ato do Secretário de Fazenda do Ministério da Economia”, acrescentou.

Fonte: EBC

Continue lendo

Governo

Dia Livre de Impostos promete descontos de até 70% na quinta-feira

Na data, lojas vão vender online produtos sem taxa de tributação

Publicado

em

Mais de mil lojistas irão participar da 15ª edição do Dia Livre de Impostos, que ocorrerá na próxima quinta-feira (27), de forma online

Gostaria de participar do nosso GRUPO DE WHATSAPP? É só clicar aqui

Na data, os lojistas participantes vão comercializar produtos sem as taxas de tributação cobradas pelos governos. 

O evento, que abrangerá todos os estados e o Distrito Federal, é promovido pela Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem (CDL Jovem) e pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo (FCDLESP).

Segundo as entidades organizadoras, a ação visa alertar a população sobre o valor de impostos pagos em cada produto e sensibilizar as autoridades sobre as dificuldades enfrentadas pelo setor. 

“O evento chama atenção para um dos principais entraves do comércio varejista: a alta carga tributária nos produtos e serviços. Com a pandemia de covid-19, os estabelecimentos foram ainda mais afetados pelo abre e fecha. Esperamos que a data aqueça o setor e reforce a necessidade da reforma tributária”, destacou o presidente da FCDLESP, Maurício Stainoff.

Durante o Dia Livre de Impostos, os produtos e serviços oferecidos pelos lojistas poderão chegar a ter descontos de 70%. A lista das lojas participantes pode ser vista no site do evento. Os descontos serão ativados na data do evento.

Continue lendo

Paulinho Lava Car

Previsão do tempo

Facebook

Termos de uso e responsabilidade

É proibido a reprodução de todo ou qualquer parte deste site sem autorização prévia, como determina a lei nº 9.610 de 19 de fevereiro/98.
Todo conteúdo aqui exposto, visa a informação, a imparcialidade e a transparência.